Web Statistics
MPF em GO investiga se disciplina ‘golpe de 2016’ é propaganda do PT em Universidade | Gazeta de Rondônia
terça-feira ,20 novembro 2018
Página Inicial / Brasil / MPF em GO investiga se disciplina ‘golpe de 2016’ é propaganda do PT em Universidade

MPF em GO investiga se disciplina ‘golpe de 2016’ é propaganda do PT em Universidade

Procuradoria de Goiás deu 10 dias para que a UFG, uma das universidades que oferecem o curso, preste as devidas explicações

O Ministério Público Federal de Goiás abriu uma investigação para apurar se a oferta da disciplina de extensão Golpe de 2016 pela Universidade Federal de Goiás (UFG), inspirada em curso criado na Universidade de Brasília (UnB), é “uma propaganda político-partidaria com utilização de bens públicos em prol do Partido dos Trabalhadores (PT)”. A disciplina, como outras semelhantes criadas pelo país, tem como objeto de análise o processo de impeachment da ex-presidente da República, Dilma Rousseff.

Segundo o MPF do estado, o curso não possui caráter acadêmico ou de difusão do conhecimento, o que afronta os princípios de legalidade, impessoalidade, publicidade, moralidade e eficiência da administração pública, caracterizando improbidade administrativa.

Em nota, o procurador Raphael Perissé Rodrigues Barbosa diz que “a própria nomenclatura emprestada à disciplina já parece demonstrar o prisma pelo qual esse grave momento da história recente do país será apresentado aos discentes. No mais, não está afastada a possibilidade de que equipamentos e recursos públicos estejam sendo empregados para a disseminação de determinada visão política do evento”.

O MPF notificou a Reitoria da UFG e deu 10 dias para que a instituição de ensino apresente cronograma, grade curricular da disciplina e esclarecimentos quanto a quais cursos e faculdades estarão a ela vinculados; a relação dos docentes que ministrarão aula, com respectiva carga horária; o edital de seleção de discentes, ou equivalente; e, caso já tenha sido iniciada, registro em meio audiovisual do conteúdo ministrado.

UFG diz ter compromisso com pluralidade

Em nota ao Correio, a UFG diz que tem compromisso com a pluralidade de ideias e com a discussão de grandes questões públicas, especialmente aquelas que despertam controvérsias de interesse coletivo. “Como espaço de debates e de crítica, a instituição não pode ser tolhida em sua função social de construção da cidadania. Vale ressaltar que a Universidade pauta-se pelo incentivo ao livre debate de pensamentos e posições e reforça a necessidade de fortalecimento do Estado Democrático de Direito”, afirma.

A universidade também reitera que o curso de extensão organizado pela Faculdade de Educaçã e que as universidades brasileiras gozam de autonomia didático-científica, conforme dispõe o artigo 207 da Constituição da República Federativa do Brasil. “Portanto, é prerrogativa da universidade definir, de forma independente, os conteúdos pertinentes às suas atividades de ensino, pesquisa e extensão”, prossegue a nota.

Curso começou na UnB

A discussão sobre a legalidade da matéria começou quando a Universidade de Brasília (UnB) decidiu ministrar a disciplina “O golpe de 2016 e o futuro da democracia do Brasil” no Instituto de Ciência Política. Após a revelação da disciplina, o ministro da Educação, Mendonça Filho, informou que entraria com um ofício em vários órgãos de controle para que fosse analisada a legalidade da oferta.

O assunto também repercutiu entre os políticos. O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, defendeu que o governo tente barrar a disciplina e que a medida não se tratava de censura. Um levantamento feito no Google Maps aponta que ao menos 22 universidade pretendem aplicar a disciplina em 2018.

Principal nome envolvido na disciplina, a ex-presidente Dilma prestou solidariedade ao professor Luis Felipe Miguel, responsável pela disciplina na UnB. A petista afirmou que impedir que se chamem os fatos e acontecimentos pelo nome é reação típica dos regimes de exceção.

“No passado, durante a ditadura, era proibido dizer que havia prendido políticos no Brasil, embora eles enchessem os presídios país afora”, escreveu ela em uma rede social. “Os atos do pseudo-ministro são uma terrível agressão à autonomia universitária, à cultura acadêmica, à livre circulação de ideias e à própria democracia”, continuou.

Em resposta, o ministro Mendonça Filho também usou as redes sociais para rebater as acusações e afirmou que os recursos públicos não podem ser usados como palanque político. “Faço uma pergunta pública a ex-presidente Dilma. Em nome da autonomia universitária, ela defenderia a criação de uma disciplina intitulada O PT, o petrolão e o colapso econômico do Brasil?”, questionou.

Fonte: diariodepernambuco

O post MPF em GO investiga se disciplina ‘golpe de 2016’ é propaganda do PT em Universidade apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:MPF em GO investiga se disciplina ‘golpe de 2016’ é propaganda do PT em Universidade
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *