Web Statistics
Entenda a confusão em torno da entrevista de Gleisi à Al Jazeera | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Brasil / Entenda a confusão em torno da entrevista de Gleisi à Al Jazeera

Entenda a confusão em torno da entrevista de Gleisi à Al Jazeera

Vídeo da presidente do PT para a emissora do Catar com defesa de Lula gerou reação de senadora do PP e pedido de investigação por deputado do PSL

Um vídeo gravado pela senadora e presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR), à TV Al Jazeera, do Catar, causou polêmica nas redes sociais e no Congresso nesta quarta-feira (18) (veja abaixo).

Na mensagem, Gleisi se dirige “ao mundo árabe” para reverberar a cantilena petista de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “foi condenado por juízes parciais em um processo ilegal” e é um “preso político”. Nomeada por Lula sua porta-voz enquanto ele está encarcerado em Curitiba, a presidente do PT também faz as costumeiras críticas à imprensa, especificamente à TV Globo, à qual ela atribui “uma campanha de mentiras contra Lula”. “A Globo está pressionando o Judiciário brasileiro a não conceder a liberdade a Lula, apesar de ela estar prevista na Constituição”, diz Gleisi, sem dizer a qual artigo da Carta Magna faz referência.

Ainda conforme a petista, que cita a liderança de Lula nas pesquisas eleitorais à Presidência da República, “o objetivo da prisão ilegal é não permitir que Lula seja candidato”. “Há manifestações todos os dias em todos os lugares do país e há mais de uma semana nós estamos acampados em frente à Polícia Federal onde Lula está preso. Em todo mundo há manifestações de solidariedade ao ex-presidente e pedidos pela sua liberdade. Convido a todos e a todos a se juntarem conosco nessa luta”, conclui Gleisi Hoffmann.

O vídeo viralizou no WhatsApp entre detratores de Gleisi e do PT, compartilhado como “fato gravíssimo” e “urgente”. “Vejam só que eles estão recorrendo até aos muçulmanos para defender o Lula”, diz uma das mensagens. “Esse canal é Al Jazeera, mídia do Qatar, financia inúmeros grupos terroristas. É totalmente antissionista mas mesmo assim tem sede em Israel”, teoriza outra.

Dois dos receptores das mensagens com o vídeo foram o deputado federal Major Olímpio (PSL-SP) e a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS), que decidiram reagir à fala de Gleisi Hoffmann alguns (muitos) tons acima, ecoando a paranoia propagada pelo WhatsApp.

Tão exagerado quanto sedento por holofotes, Olímpio não perdeu tempo e foi direto às vias oficiais. Bateu às portas da Procuradoria-Geral da República (PGR) para protocolar um pedido de investigação contra a presidente do PT com base na Lei de Segurança Nacional, conforme informou o Radar.

Já Ana Amélia usou o microfone (veja abaixo). Na sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado nesta quarta-feira, a parlamentar gaúcha disse esperar que o vídeo de Gleisi “não tenha sido para convocar o Exército Islâmico pra vir ao Brasil fazer as operações de proteção ao partido que perdeu o poder e agora parece ter perdido a compostura e o respeito e o apoio popular”.

Em resposta à colega no plenário do Senado, Gleisi atribuiu a reação de Ana Amélia a “xenofobia” e “desvio de caráter”. Ressaltando que deu entrevistas à britânica BBC, à espanhola EFE, à portuguesa SIC Portugal e à francesa France Presse a respeito da prisão de Lula, a petista declarou que “o incômodo com essa entrevista com aquela senadora do Rio Grande do Sul que veio à tribuna falar a este respeito não foi com o conteúdo da minha fala, mas com o veículo de comunicação onde ela se deu. Só posso reputar isso à ignorância, ao preconceito, à xenofobia contra o povo árabe. Aliás, mais do que isso, chega a ser má fé, desvio de caráter”.

Fonte: Blog Maquiavel – Veja

O post Entenda a confusão em torno da entrevista de Gleisi à Al Jazeera apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Entenda a confusão em torno da entrevista de Gleisi à Al Jazeera
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

Greve de caminhoneiros faz governo estender vacina contra gripe

Sem transporte ou com pouco combustível, muitas pessoas não conseguiram chegar até os postos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *