Web Statistics
Acusado de matar esposa na frente do filho é condenado a 19 anos de prisão, em RO | Gazeta de Rondônia

Página Inicial / Brasil / Acusado de matar esposa na frente do filho é condenado a 19 anos de prisão, em RO

Acusado de matar esposa na frente do filho é condenado a 19 anos de prisão, em RO

Julgamento durou 12 horas. Filha da vítima atuou como assistente de acusação e disse que a ‘pena foi branda’

Eduardo Cordeiro dos Santos, acusado de matar a esposa na frente do filho, foi condenado a 19 anos de prisão em regime fechado pelo tribunal do júri em Jaru (RO), a cerca de 290 quilômetros de Porto Velho. O crime foi em maio de 2017 e o julgamento ocorreu nesta semana no Fórum de Justiça.

Segundo o judiciário, o acusado cometeu o homicídio após uma discussão com a esposa. Após atirar na esposa, o homem colocou o corpo dela em uma moto e o levou até um pasto. O corpo da esposa dele, Juliane Ferreira de Almeida, foi encontrado no dia seguinte.

O julgamento em Jaru durou cerca de 12 horas e foi acompanhado por amigos e familiares de Juliane.

Natalia Fernanda de Almeida Giacomini, filha da mulher morta por Eduardo, atuou como assistente da acusação contra o réu. A jovem advogada tem residência no Paraná. Ao G1, ela disse que chegou a ser questionada se seria ideal ela participar diretamente do processo da morte da mãe.

“Eu disse aqui no plenário de que quem melhor do que eu para fazer a defesa dela? Talvez se eu deixasse somente para o promotor me sentiria mal em deixar alguém defender a honra dela. Ninguém melhor que eu, filha, para fazer essa parte da defesa”, disse Natalia.

Por morar no Paraná e o processo em Rondônia ser físico, toda solicitação para acesso ao processo deve ser feito no Fórum, diferente de outras comarcas onde o processo é eletrônico. Para isto, Natália chegou em Jaru e teve apenas dois dias para estudar todo o processo e realizar acusação diante do júri.

Durante entrevista, a filha da vítima falou que esperava uma pena de pelo menos 26 anos ao acusado, mas o júri entendeu que o crime foi cometido em violenta emoção.

“Não era o que eu esperava, fiquei bem triste com o resultado na verdade. Nós estávamos tentando a qualificado de motivo fútil, para então ficar equiparado ao hediondo e os jurados infelizmente não deram. Reconheceram a violenta emoção, caindo por terra o quesito motivo fútil. Isso é triste porque uma pena que poderia ser de 25 ou 26 anos caiu para 19 anos”, lamentou a advogada.

Relembre o caso

O crime foi na casa da família, em maio do ano passado. Três dias depois do assassinato, Eduardo se apresentou à policia, mas foi lierado por já ter passado do flagrante. No dia 18 de maio foi cumprido o mandado de prisão expedido contra Eduardo.

Em setembro de 2017, Eduardo ele entrou com pedido para responder em liberdade, pedido foi negado e anunciado que Eduardo Cordeiro dos Santos iria a júri popular.

Fonte: g1/ro

O post Acusado de matar esposa na frente do filho é condenado a 19 anos de prisão, em RO apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Acusado de matar esposa na frente do filho é condenado a 19 anos de prisão, em RO
FONTE: PAINEL POLÍTICO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do GAZETA DE RONDÔNIA.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: contato@gazetaderondonialcom.br ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu a carreira trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. (http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Que tal ler esta?

PM é preso pelo desaparecimento de ex- mulher e não diz nada em depoimento

Diogo foi preso no fim da manhã de sábado no Hospital Bom Retiro, onde estava …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *